Eiléser diz que bota a mão no fogo por Rodrigão: ‘Ele não é gay’


Depois de desfilar todo de dourado pela Unidos do Peruche, em São Paulo – mesma escola para a qual desfilou Cacau, sua ex-namorada, desfilou -, Eliéser seguiu para um camarote no Anhembi. Lá, ele falou sobre sua amizade com Rodrigão, atual participante do “Big brother Brasil”.

“Rodrigão não é gay. Boto minha mão no fogo. O cara é meu amigo, conheço bem a ex-namorada dele também. Quando eu estava no ‘BBB’, também diziam que eu era gay”, disse Eliéser. “Acho que o Rodrigão chega na final, porque está jogando muito bem e é um cara bonito”.

Solteiro desde que terminou o namoro com Cacau, o ex-BBB contou que arrasta uma asa para a também ex-BBB Adriana. “Pegaria”, admitiu.

Fonte: Globo

E o tapa sexo? Eliéser desfila praticamente com um lençol enrolado


O que antes seria um tapa-sexo virou, digamos, uma fantasia mais comportada. Isso porque, uma semana antes do carnaval, Eliéser se recusou a desfilar só de tanguinha na Unidos do Peruche, que abre a folia paulista.

O ex-BBB chegou em cima da hora de entrar na avenida e não teve tempo de explicar o porquê da desistência, disse apenas a solução que ele e a escola encontraram para o impasse. “Foi solucionado, estou usando cueca”, se limitou a dizer na correria para desfilar.

Fonte: Globo

Ex-BBB Eliéser tem medo de desfilar de tapa-sexo

O ex-BBB Eliéser está muito preocupado com a fantasia que usará no carnaval paulista. Ele que será Apolo e sairá na comissão de frente da Unidos do Peruche, na abertura do carnaval de São Paulo, no sábado, 5, terá que usar um tapa-sexo. A figura grega é representada apenas com um pano solto no corpo e nada mais.

Eliéser, no entanto, teme surpresas desagradáveis ao usar essa fantasia.

“Será meu primeiro desfile de carnaval, na comissão de frente, e eu com aquele tapa-sexo. Vou estar cercado de mulher bonita, tenho medo que dê uma ‘pressão’. Já imaginou?”, disse o ex-BBB.

Para evitar situações de risco, ele pediu que fosse providenciada outra fantasia mais segura. “Pedi uma cueca. Mas não poderá, pois a lateral do meu corpo terá que aparecer sem nada, como se eu estivesse nu. Vamos ver o que eles vão resolver. Só não quero ir de tapa-sexo.”

E para fazer jus ao físico de Apolo, Eliéser vem fazendo musculação diariamente e se alimentando de 7 em 7 horas para ganhar massa muscular. Paralelo aos exercícios, ele ensaia a peça “Agostinho dos Santos e de todos nós”, que estreará em abril no Teatro das Artes em São Paulo.

Fonte: Ego

Lucy e Ethel vocês acreditaram na frase ‘Vai que dá uma pressão diante de tanta mulher bonita?’?