Reynaldo Gianecchini já ficou excitado com uma atriz…

Reynaldo Gianecchini teria admitido que já ficou excitado ao gravar uma cena com uma atriz na televisão. O ator fez a declaração em entrevista à rádio “Trip FM”. A informação foi publicada na coluna “Retratos da Vida” do jornal “Extra” deste sábado.
“Pedi desculpas e ficou tudo bem. Costumo conversar com minhas parceiras de cena sobre isso, já me desculpando se vier a acontecer”, disse.Fonte: Quem

Guardas tiram a roupa do Reynaldo Gianecchini


Fred (Reynaldo Gianecchini) tentou de todas as formas escapar da polícia desde que Bete (Fernanda Montenegro) o denunciou por usar dinheiro roubado para comprar as ações da metalúrgica. O vilão roubou a própria mãe durante a fuga, mas só conseguiu mais dinheiro ao ameaçar Clara (Mariana Ximenes). Só que Fred, ao tentar sair do país com um passaporte falso, foi perseguido e finalmente acabou preso.

Ao chegar no presídio, o vilão anda algemado ao lado de outros presos. Logo em seguida Fred é fichado e precisa tirar a roupa para que o guarda penitenciário cumpra as normas de segurança do local e o reviste.

“Eu não vou tirar minha roupa, que história é essa?!”, protesta o vilão, indignado.

Fred, então, acaba sendo despido à força. Ele recebe o uniforme e é levado para uma cela superlotada. Arrasado, o vilão respira fundo ao se encontrar atrás das grades.

Fique ligado nos últimos capítulos de Passione! As cenas irão ao ar nesta quinta-feira, 06/01.

Fonte: Globo

Será que a Globo vai mostrar os guardas tirando toda a roupa do Reynaldo Gianecchini, ficando de cueca já tá bom não é? Se rolar, a cena entraria para os Anais da Tv Brasileira! rsss…

Reynaldo Gianecchini fala sobre Pintos e se é gay!

Como você reage ou lida com os comentários de que é gay?
Elaine Lima
, Camaçari (BA)
RG: Honestamente, há certas coisas que procuro nem ler. Se você for ler tudo o que falam de porcaria a seu respeito, realmente é deprimente. Primeiro, procuro não ler. Quando chegam a mim essas informações, eu desenvolvi um mecanismo de não me estressar. Outra coisa que não faço é toda hora ir ao veículo (órgão de imprensa que divulgou) tentando desmentir a coisa, porque senão, sinceramente, a gente não vive mais. Hoje em dia, tem uma parada que é sinistra: qualquer pessoa escreve uma barbaridade, todo mundo copia e dão como certa aquela informação. Então, criar um boato é muito fácil. Destruir a imagem das pessoas é muito fácil. É uma irresponsabilidade danada e eu me recuso a compactuar com isso. Acho meio degradante dizer: “Eu não fiz isso, eu não sou assim”. Então, meu lema é esse: não deixar que isso interfira na minha vida, não me estressar com isso.

Você ficou impressionado com a repercussão que teve a campanha que fez para o Pintos Shopping?
Marco Antônio Bastos
, Niterói (RJ)
RG: Fiquei impressionado como, hoje em dia, com o Twitter, qualquer coisa toma uma proporção gigante. Mas fui o primeiro a rir com isso. Quando fiz essa campanha, nunca tinha visto a possibilidade de duplo sentido da piada. O slogan: “Tudo o que você mais gosta, no lugar que você sempre quis”, para mim, não tinha nada de errado. Quando me dei conta, comecei a rir muito. Quando me chamaram, fiz uma pesquisa. Era para um shopping no Nordeste, não tinha nada de errado. Não tenho nada para me envergonhar. É uma família que respeito muito, que tem o sobrenome Pintos e é absolutamente idônea.

Fonte: Revista Quem

O Empresário e apartamento doado do Reynaldo Gianecchini

É essa a cobertura, avaliada em 1,3 milhão de reais, que virou alvo da disputa entre Reynaldo Gianecchini e seu ex-empresário Daniel Ferreira Mattos. O ator entrou com um processo contra Daniel para impedi-lo de vender o imóvel de 245 metros quadrados e reverter a doação feita ao seu ex-agente. Tudo começou em setembro de 2008 quando Giane transferiu a propriedade do imóvel para o nome do rapaz para, segundo ele, vender o apartamento sem que seu nome ficasse exposto. No processo, Giane acusa Daniel de agir de má-fé, valendo-se de  sua suposta inocência para enganá-lo e, através de diversas operações irregulares, apoderar-se do apartamento de fato.

De acordo com a “Veja Rio”, a batalha judicial começou em janeiro deste ano, quando o processo foi protocolado no Fórum Cível de Niterói. Segundo um advogado que teve acesso aos autos, Gianecchini diz ter comprado o imóvel em 2006 por R$ 600 mil. Em junho de 2008, ele contratou Daniel e resolveu colocar a propriedade à venda. Vale ressaltar que o jovem, de 30 anos, era maquiador antes de virar representante do vilão de “Passione”. Como em três meses nenhum comprador apareceu, o empresário teria sugerido que o ator fizesse a doação, registrada no 14º Ofício de Justiça da Comarca de Niterói em setembro de 2007. A partir desse momento, então, Daniel tornou-se legalmente o proprietário com pleno domínio sobre a cobertura.

Na foto acima, retirada do Facebook, Daniel ao lado de amigas

Em abril de 2009, o empresário teria apresentado uma proposta de compra, feita por uma terceira pessoa, no valor de R$ 550 mil. De acordo com a acusação de Giane, a quantia seria paga em cinco parcelas: uma entrada de R$ 150 mil e as demais no valor de R$ 100 mil. No processo, o ator afirma que passou a receber o dinheiro, mas percebeu que os recursos depositados saíam da conta de sua própria empresa, a Erregedois Produções.  O ator, então, pediu uma reunião com Daniel que, ao ser confrontado com as supostas irregularidades, lhe enviou um e-mail questionando a história toda e dizendo que a propriedade teria sido um “presente”, fruto de um “relacionamento” entre ambos. A mensagem eletrônica, segundo a revista, faz parte da ação.

Fonte: Jornal Extra.

Se os boatos forem verdadeiros, Senhor Reynaldo Gianecchini o… é…..bom deixa pra lá…

Reynaldo Gianecchini: ‘Ele não era meu namorado’

Gabi recebeu Reynaldo Gianecchini para gravar o programa “Marília Gabriela entrevista”, que vai ao ar dia 19, no GNT, e arrancou revelações do ex-marido. A jornalista aproveitou a intimidade que tem com o galã para perguntar sobre o golpe que levou de Daniel Ferreira Mattos, seu ex-empresário, que só tinha Giane como cliente. “É uma história que eu quero explicar muito. Ele era meu administrador, não agente. Uma pessoa que eu imaginei que pudesse contar para sempre. Mas não posso ficar falando, pois está em juízo”, disse o Fred de “Passione”.

Gabi foi além. “Falaram, inclusive, da sua sexualidade”, disparou. Giane também não titubeou e respondeu, sem fugir do assunto. “As pessoas falam isso porque têm e-mails dele, me ameaçando. Ele não era meu agente, muito menos meu namorado”, explicou.

Gabi ainda perguntou ao ex-marido como a família dele lida com os boatos sobre esse episódio. “Minha família sempre esteve junto comigo. Ficam abalados, eles têm muito medo, mais do que eu”, confessou. Em setembro de 2008, Giane transferiu uma cobertura na Barra, avaliada em mais de R$ 1 milhão, para Daniel. De acordo com o processo, tal manobra seria apenas para que ele fosse vendido sem a exposição do nome do ator, que, agora, quer desfazer a doação.

“Ele não era meu agente, muito menos meu namorado”

Então tem outro namorado? Não entendi! Explica-me!

 Fonte: Jornal Extra